© ecoando-notas
Gaúcha, Gremista, brasileira, 19 anos, NAMORANDO, vivo intensamente cada momento da vida, amo minhas amigas, a Dança é tudo na minha vida, gosto do verdadeiro sentimento, sou conhecida pela 'cara de pau' ou pela coragem de fazer muitas coisas. Sou meio maluquinha mas de boa paz!
"Troco a eternidade por você, o paraíso é estar ao seu lado."

— (via nasciprasersuamo)

(Source: seja-amorizade, via literalmente-tua)


Tags:

(Source: gawainfcc, via nathaliamadeira)


(Source: gavetadefotos, via youarefluffy)


(Source: will-graham-i-am, via thiaramacedo)


(Source: screaming-of-death, via odeiorotulos)


(Source: sloth-meme, via d-e-s-c-o-n-s-t-r-u-c-a-o)


(Source: 30secondstocalifornia, via gelatina-cor-de-rosa)


(Source: matarazzos, via odeiorotulos)


(Source: emmyc, via odeiorotulos)


"Eu nasci cega. Forma estranha de começar um texto, não é? Mas, sério, sou a garota de quinze anos que nasceu cega. Não que eu ainda seja cega, obviamente não sou, mas nunca contei a minha história, sobre quem eu realmente sou. Há 15 anos atrás, quase 16, eu nasci, eu era uma criança qualquer para os médicos, só mais uma pequena e magra criança que acabara de vir ao mundo, disseram aos meus pais que eu era uma criança saudável e que não tinha problema algum. Minha mãe quem viu o quão claro e estranho eram os meus olhos, talvez por passar tempo demais me olhando. Os oftalmologistas disseram aos meus pais que eu nasci com um problema chamado Catarata Congênita, um problema somente comum em idosos. É, eu tinha 8 meses de vida quando operei pela primeira vez e removi o cristalino dos meus olhos, se eu dissesse que me lembro, estaria mentindo, mas até hoje posso dizer que carrego comigo o peso desses problemas todos. Após tudo aquilo, passei a usar um óculos “fundo de garrafa” como as pessoas chamam, de 18 graus, e ainda assim continuava a não ver. Com 1 ano de idade, operei novamente, e acho a coisa mais engraçada do mundo as histórias que meus pais contam de como foi a primeira vez em que eu vi de verdade o mundo. Eu estava maravilhada com as luzes, com o sol, até mesmo com eles a quem eu, até então, só podia ouvir a voz. Operei mais umas seis vezes e convivo com esse problema até hoje. Há uns dois anos, tive que tomar a decisão por mim mesma de operar novamente o meu “pior” olho, o direito, e eu o fiz. Nunca estive tão nervosa em toda a minha vida, descobri que tenho um pavor enorme de salas de espera cirúrgicas e que é nauseante ver toda aquela gente vestindo azul e de máscaras de plástico à minha volta. Muita gente deve estar pensando: Mas garota, qual é a tua contando essa história afinal de contas? Cara, o meu propósito contando tudo isso é o seguinte, você que não acredita em Deus, eu sou a prova viva de que Ele existe, Ele juntamente com a minha Santa Luzia me curaram de um futuro sem nunca ver o mundo, a medicina ajudou, mas se não fosse da vontade dEle, jamais eu poderia ter uma vida normal. Meu segundo propósito contando a minha vida é: Você que já pensou em destruir a sua vida, que se acha magra demais, gorda demais, se as pessoas riem de você por qualquer motivo, se te excluem e te fazem sentir mal, cara, ninguém é mais perfeito que você não, você pode ver, andar, sentir, amar, sorrir, pular, você é uma dádiva de Cristo e Ele mora dentro de você, não pense nunca em destruir a sua vida, em desistir de tudo por coisas desse tipo. Se o mundo te faz sentir mal, vai pra uma igreja, implora a Deus por um milagre na sua vida e crê nEle que perante Deus, nenhuma causa é impossível e nenhuma cruz é mais pesada que outra. Se tu não tem fé, olha pra o que você tem, uma casa, uma cama pra dormir, uma comida na mesa, uma roupa pra vestir, você tem as duas pernas e o dois braços, tem cabelos, tem visão e tem os sentidos todos perfeitos, para e pensa na quantidade de motivos que tu tem pra crer em Deus e mesmo assim não acredita no poder dEle na tua vida. Não estou tentando te converter a religião alguma, não estou dizendo para ninguém ser isso ou ser aquilo. Mas tenha Deus na tua rotina, por que eu sou um milagre dEle e eu sei que você também pode ser."

Stéfanny Xavier.  (via epica-solidao)

(Source: versejas, via epica-solidao)


»